1

Virunga

Hoje assisti a um documentário tocante,esse documentário foi lançado em 2014 e fala sobre virunga um parque nacional situado na República Democrática do Congo, é o mais antigo parque nacional da África, sendo estabelecido em 1925. Entre as Montanhas Virunga, estão os últimos Gorilas da Montanha do mundo. Menos de 800 restam no local. Porém, a maldade e a ganância humana são uma ameaça constante a vida deles.


Virunga“, documentário de 2014 distribuído pelo Netflix foi  indicados ao Oscar. Apesar dos gorilas serem o assunto de início, o documentário se desenrola por diversos braços, mostrando como a situação naquele país é delicada, e em pleno século XXI, países ricos ainda enxergam a África como uma terra sem lei, onde com meia dúzia de espelhos eles podem fazer o que bem entenderem com a cultura local, a fauna e flora.


O mas triste é que  em muitos instantes do documentário ouvi coisas que ate hoje só tinha ouvido em filmes. Com mercenárioscorrupçãolíderes que se vendemguerrilheiros que se pintam como salvadores e uma grande corporação internacional tentando a todo custo retirar o bem natural do local. Na mira deles, a provável reserva de petróleo descoberta na região do parque. 

Neste documentário uma jovem jornalista,denuncia todos os subornos que esta tal empresa anda fazendo nessa região e quanto o dinheiro é a unica coisa importante para os lado petrolífero,sendo o congo um dos países mas pobres do mundo.




Emmanuel de Merode 



Príncipe Emmanuel de Merode (nascido em 05 de maio de 1970) é o diretor do Parque Nacional Virunga, na República Democrática do Congo (RDC) desde 2008.Merode nasceu no norte da África, em Cartago, na Tunísia, e passou sua infância no Quênia. Ele é o segundo filho de Charles Guillaume, príncipe de Merode, e de sua esposa, a Princesa Hedwige de Ligne (irmã de Charles-Antoine, Príncipe de Ligne de La TREMOILLE). Seus pais  pertencem a duas das famílias historicamente mais antigas e influentes da Bélgica. Emmanuel de Merode não usar o título hereditário em contextos profissionais, no entanto, ele é legalmente um príncipe na nobreza belga, o título tendo sido conferida à família pelo Rei Albert I, em 1929.Formado em Antropologia pela Universidade College London, em questões de conservação congoleses.

Tentativa de assassinato

Em 15 de abril de 2014 Emmanuel de Merode ficou gravemente ferido por atiradores não identificados, em uma emboscada na estrada entre Goma e Rumangabo. Ele foi baleado várias vezes no tórax e abdome, mas sobreviveu e foi capaz de deixar a cena do ataque com a ajuda de moradores locais.  A cirurgia de emergência foi realizada em um hospital local em Goma. Um inquérito judicial sobre as motivações e identidade dos atacantes foi realizada pelas autoridades congolesas. A imprensa citou vários suspeitos, incluindo aqueles envolvidos na produção ilegal de carvão vegetal, pessoas associadas com SOCO International, uma companhia de petróleo britânica envolvida na exploração de petróleo no parque nacional, e guerrilheiros ligados às Forças Democráticas para a Libertação do Ruanda (FDLR).

De Merode retornou ao Parque Nacional de Virunga no dia 22 de maio de 2014 a retomar as suas funções como Director Park.



Melanie Gouby

A jornalista que denunciou Soco(empresa petrolífera) A SOCO é flagrada pela jornalista francesa Mélanie Gouby, se articulando entre os grupos rebeldes/ mercenários do M23 e o governo do Congo com esquemas de subornos, tentativas de homicídios e tudo mais que o Neo Liberalismo pode produzir a favor de exploração de recursos e lucros para grandes empresas e corporações quase fantasmas.



André Bauma
O guarda florestal Andre Bauma cuida, há sete anos, de gorilas da montanha dos órfãos, em Virunga.É um trabalho perigoso: desde 1996, mais de 130 guardas florestais foram mortos. 
"Estamos constantemente sendo ameaçados, não só por milícias dentro do parque, mas também, em geral, pela população", diz Bauma. "Há muita pobreza, e as pessoas tentam sobreviver usando recursos naturais do parque, seja madeira para fazer carvão, campos para a agricultura ou a pesca ilegal".

Em certo ponto, a milícia M23 chegou tão perto que todos na área foram obrigados a deixar o local - exceto os guardas, armados com rifles. "Eu me senti na obrigação de ficar com os gorilas", diz Bauma. "Você tem que justificar por que está neste mundo. Os gorilas justificam a razão de eu estar aqui, eles são a minha vida. Se é para morrer, vou morrer pelos gorilas."

A coisa pegou tão mal para a empresa petrolífera que ela mesma anunciou que não iria mas explorar a região.

Iink para o site:

O documentário esta disponível na netflix você pode assinar por 30 dias gratuitamente e depois dentro desse período cancelar a assinatura.(Fica tranquilo que cancelando antes dos 30 dias você não vai precisar pagar nada por isso).

Bjus meninas e meninos espero muito que tenham gostado do post e não deixem de assistir e refletir sobre tudo isso..

1 Comente Aqui!:

  1. Não faz meu tipo de filme mas parece ser muuuuito interessante!
    Adorei a tua resenha, super explicando tudo!
    Esse principe Emmanuel é lindo <3
    Tem sorteio rolando no site, corre lá! http://blogandocomadeni.blogspot.com.br/2015/04/sorteio.html
    No meu insta também instagram.com/denilzefranca
    E na fan page =) https://www.facebook.com/blogandocomadeni
    São treees chances de ganhar <3
    Bjoo

    ResponderExcluir

Nome do Autor

Sobre o autor

Natalia Custódio Sou carioca,libriana,mãe e especialista em mim mesma,gosto de assuntos diversos e tudo que envolve o mundo feminino.. Leia Mais sobre o autor...